NOME CIENTÍFICO
Salvia officinallis

DESCRIÇÃO DA PLANTA
Arbusto que atinge de 30 a 75 cm de altura, com folhas acinzentadas, que às vezes podem apresentar manchas amareladas. Suas flores vão do branco ao lilás.

AROMA E SABOR
Folhas com cheiro intenso e penetrante, levemente azedas.

ORIGEM
Nativa da costa Norte do Mediterrâneo.

COMPOSIÇÃO

Possui estrógeno.

PROPRIEDADES
- adstringente
- anti-séptica
- antiperspirante
- digestiva
- estimulante

FUNÇÕES TERAPÊUTICAS
- como infusão combate gengivas inflamadas, aftas e dores de garganta

HISTÓRICO E CURIOSIDADES
Seu nome deriva da palavra latina “salvere”, que significa “curar”.
Considerada uma erva sagrada para os romanos, tinha sua colheita cercada de rituais.
A sálvia é tida como a erva da longevidade. Segundo um provérbio chinês, quem tem sálvia em casa nunca envelhece.
Na Idade Média era muito usada com finalidades medicinais, sendo que os gregos, romanos e árabes a usavam como tônico geral e contra mordidas de cobras.
Há alguns séculos seu uso medicinal foi superado pelo uso na cozinha.

PARTES USADAS
Folhas e flores.

FORMAS EM QUE SE ENCONTRA
Pode ser encontrado em folhas frescas, secas ou moídas.

COMO CONSERVAR
As folhas frescas podem ser conservadas na geladeira, em recipientes fechados, por alguns dias.
Nos grandes supermercados existem vazinhos com esta erva plantada.
Quando seco, este tempero deve ser guardado em vidros escuros, ao abrigo da luz, para que o seu aroma e sabor não se altere.

CURIOSIDADES MÍSTICAS
Coloque folhas de sálvia sob o travesseiro, e seus sonhos se tornarão realidade.
O aroma do óleo essencial de sálvia, é usado para ativar os sentidos e a memória.
A sálvia age no campo da proteção, equilíbrio e purificação do corpo, mente e espírito, afasta energias negativas e ajuda a adquirir força, descernimento e sabedoria.
Esta erva seca e pendurada em algum canto da casa, atrai forças mágicas.
O planeta regente desta erva é Júpiter.
Nos florais, é indicada para quem tem dificuldade de aprendizado ou tendência a repetir erros na vida.

USO GERAL
Além de tempero para alimentos, esta erva pode ser usada como chá, aromatizar vinagres, óleos e vinhos. Seu uso também é indicado na cosmética: a sua infusão é um ótimo adstringente para peles oleosas; escurece os cabelos, combate a caspa. A mistura de sal marinho com sálvia clareia os dentes e remove o tártaro.
O vinagre aromatizado com esta erva é ótimo para temperar saladas: coloque dois ramos de sálvia num vidro, ferva numa panela a quantidade de vinagre necessária para encher o vidro, encha-o e feche-o, guardando-o em lugar ao abrigo da luminosidade excessiva e umidade.

USO INDICADO EM ALIMENTOS
(Aconselha-se não se misturar esta erva com outras. O aroma de suas folhas se torna mais forte quando secas, e por isso deve ser usada com moderação.)
- carne de porco
- aves
- peixes
- sopas
- cremes
- biscoitos
- molhos
- queijos
- marinadas
- saladas (use folhas pequenas e frescas)

CLIQUE NOS ITENS ABAIXO, PARA IR À PÁGINA SOBRE O INGREDIENTE
Receitas Com Sálvia

° Açafrão
° Aipo
° Alcaparra
° Alecrim
° Alho
° Alho Poro
° Allspice
° Alfavaca
° Angélica
° Anis
° Anis Estrelado
° Aneto
° Arruda
° Azedas
° Baunilha
° Borragem
° Camomila
° Cardamomo
° Canela
° Cebola
° Cebolinha

° Cerefólio
° Coentro
° Colorífico
° Cominho
° Cravo-da-India
° Endro
° Eruca
° Erva-Cidreira
° Erva-doce
° Estragão
° Gengibre
° Gergelim
° Ginseng
° Kummel
° Hortelã
° Levístico
° Louro
° Macis
° Manjericão
° Manjerona
° Mostarda

° Noz-Moscada
° Orégano
° Páprica
° Papoula
° Pimenta Caiena
° Pimenta Cumaí
° Pimenta Branca
° Pimenta Calabresa
° Pimenta da Jamaica
° Pimenta de Cheiro
° Pimenta-do-Reino
° Pimenta Malagueta
° Raiz Forte
° Rosmaninho
° Salsa
° Sálvia
° Tomilho
° Verbena
° Yacon
° Zimbro

SABOR

/RECEITAS